home3.jpg

Excelência em Odontopediatria 

Coordenada por Dra. Silvia Chedid - 35 anos de Experiência

Odontopediatria sob um novo olhar

CUIDADOS DESDE A GESTAÇÃO

O cuidado com a saúde bucal infantil vai muito além da limpeza, aplicação de selantes e flúor e condicionamento do bebê e da criança ao consultório

Desde a gestação, nascimento até a erupção completa dos dentes de leite, é papel do odontopediatra monitorar o crescimento craniofacial da criança. As disfunções e desvios podem ser controlados e prevenidos através de simples intervenções realizadas no momento adequado, com resultados muito positivos no futuro.

Icone.png

Não se deve esperar pelos dentes permanentes ou pela adolescência para corrigir problemas na arcada e na mordida do bebê e da criança

A prevenção e o controle dos desvios devem ser iniciados tão logo uma alteração seja identificada

Dúvida #1

O MÉDICO PEDIATRA É O PRIMEIRO DENTISTA DA CRIANÇA? Não deveria ser. A infância é a fase em que pequenas intervenções fazem grandes diferenças no futuro. Alterações no desenvolvimento da boca e da face do bebê – como queixo muito para frente ou queixo muito para trás, mordida cruzada ou mordida profunda – devem ser encaminhadas para o dentista odontopediatra tão logo sejam identificadas, para que a prevenção e o redirecionamento do crescimento possam ser realizados.

Dúvida #2

A CRIANÇA SÓ DEVE IR AO DENTISTA QUANDO NASCE O PRIMEIRO DENTINHO? As mães não deveriam esperar tanto. A prevenção absoluta começa na gestação (pré-natal odontológico). As imagens de ultrassom revelam tendências de problemas de posicionamento dos dentes e mordida que podem ser interceptadas logo após o nascimento, principalmente em casos em que pais/irmãos já apresentam problemas ortodônticos (protusão ou retrusão da mandíbula, ausência de dentes, mordida aberta, profunda ou cruzada).

 

Dúvida #3

É ESPERADO QUE A CRIANÇA TENHA PROBLEMAS ORTODÔNTICOS AOS 5, 6, 7 ANOS? Muitos problemas de mordida e de posicionamento dos dentes em crianças com mais de 5 anos poderiam ser minimizados ou até mesmo evitados se a prevenção e o controle dos desvios tivessem sido iniciados tão logo uma alteração fosse identificada. Simples intervenções realizadas entre 0 e 5 anos trazem resultados muito positivos. Não é preciso esperar pelos dentes permanentes ou pela adolescência para corrigir problemas na arcada e na mordida do bebê e da criança.

 

Nossa abordagem diferenciada:

Não olhamos apenas os dentes, mas todo o desenvolvimento e crescimento craniofacial do bebê e da criança, visando prevenir ou minimizar problemas ortodônticos no futuro. Alem disso, a avaliação de forma holística do bebê e da criança - ou seja, a compreensão de seu momento, sua posição no núcleo familiar e social - é importante na definição do tipo de tratamento a ser realizado.

PARA CRIANÇAS ENTRE 0 A 5 ANOS

a consulta envolve

orientações sobre uma série

de recursos que contribuem para seu crescimento e desenvolvimento saudável:

dormir Irmãos
Amamentacao.png

AMAMENTAÇÃO

É O PRIMEIRO TRATAMENTO ORTODÔNTICO DO BEBÊ

Orientamos o preparo pré-natal para o aleitamento e após o nascimento. A amamentação auxilia no fortalecimento da musculatura da face, prepara o bebê para a mastigação e respiração nasal, evitando que a língua fique mal acomodada e que haja futuros problemas de fala, oclusão e deglutição

Respiração.png

RESPIRAÇÃO

ESTÍMULO À RESPIRAÇÃO NASAL

Alguns bebês precisam ser ensinados a respirar pelo nariz, ato importantíssimo para seu desenvolvimento orofacial. Orientamos o que fazer em caso de "respiradores bucais"

CRANIO.png

DESENVOLVIMENTO

ATENÇÃO AO CRESCIMENTO DA CRIANÇA

Principalmente entre 0-5 anos, é possível mudar o padrão facial e estimular o desenvolvimento dos ossos da face do bebê, com harmonização das arcadas para erupção dos dentes de leite na melhor posição. Recursos de Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares podem ser usados para isso.

Chupeta.png

SUCÇÃO

QUANDO O BEBÊ SUGA O DEDO OU USA MAMADEIRA E CHUPETA

Reforçamos a importância da alimentação natural e orientamos sobre como eliminar o hábito da sucção não nutritiva ou artificial. Quando isso não for possível, dependendo da idade da criança ou condição familiar, orientamos sobre como minimizar os danos nas arcadas causados pelo uso destes recursos

alimentaçao.png

ALIMENTAÇÃO

A MASTIGAÇÃO É O SEGUNDO TRATAMENTO ORTODÔNTICO DO BEBÊ

Orientamos sobre a introdução gradativa de diferentes texturas, corrigindo possíveis problemas de mastigação que possam alterar a posição dos dentes. Os dentes de leite servem de guia de orientação de erupção dos dentes permanentes

SAÚDE BUCAL

TRATAMENTOS PREVENTIVOS E CURATIVOS

Limpeza, uso de selantes e flúor, remineralização de lesões iniciais de cárie e restaurações. Orientação sobre cárie de mamadeira, exame da linguinha (freio lingual curto pode dificultar amamentação e desenvolvimento da fala) e das gengivas do bebê (monitoramento da relação das arcadas dentais pelos rebordos gengivais) 

PARA CRIANÇAS COM MAIS DE 5 ANOS

a consulta envolve

orientações sobre uma série

de recursos que contribuem para seu crescimento e desenvolvimento saudável:

Irmãos
CRANIO.png

DESENVOLVIMENTO

ATENÇÃO AO CRESCIMENTO DA CRIANÇA

Mudanças do padrão esquelético podem trazer harmonização das arcadas. Recursos de Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares podem ser usados, inclusive alinhadores Invisalign.

SAÚDE BUCAL

TRATAMENTOS PREVENTIVOS E CURATIVOS

Limpeza, uso de selantes e flúor, remineralização de lesões iniciais de cárie e restaurações. Educação sobre higiene bucal, sobre uso da escova de dentes e fio dental.

 
 

PARA GESTANTES

a consulta envolve

cuidados com a mamãe e com o bebê:

Maternidade

Pré-Natal Odontológico

A partir das imagens de ultrassom, é possível observar tendências de problemas de mordida e posição dos dentes no bebê, que podem ser interceptadas logo após o nascimento. Principalmente entre 0-5 anos, é possível mudar o padrão facial e estimular o desenvolvimento dos ossos da face do bebê (mandíbula e maxila), minimizando problemas.

Na consulta de pré-natal odontológico, os pais são orientados sobre amamentação (avaliação do bico materno, posicionamento do bebê, suportes para aleitamento), sucção (tipos de bico de mamadeira e chupeta) e respiração do recém-nascido. 

Atendimento a Gestantes

​Os cuidados da saúde bucal da mãe influenciam a saúde bucal do bebê. Devido a alterações hormonais, as gengivas da gestante podem apresentar maior sensibilidade e sangrar com mais facilidade, acarretando outros problemas bucais. Infecções e inflamações podem afetar o desenvolvimento dos dentes do bebê, bem como causar partos prematuros ou pré-eclampsia.

 

O período ideal para a gestante procurar atendimento profissional é no segundo trimestre da gestação, quando está mais disposta para permanecer deitada, mas pode ser realizado a qualquer tempo.

ultra-som
Mulher grávida Apreciando seu bebida

Pré-natal odontológico possibilita a prevenção absoluta 

 

As imagens de ultrassom revelam padrões faciais e tendências de problemas de oclusão que podem ser interceptadas logo após o nascimento.

Diagnostico pre natal.jpg
Diagnostico pre natal 2.png

Casos de bebês em que o ultrassom gestacional já revela queixo para trás (retrognatia), quadros confirmados após o nascimento.

Resultados Clínicos

Matriz com sua criança
 

O odontopediatra deve atuar no atendimento integral ao desenvolvimento infantil. Uma pesquisa nacional de saúde oral realizada em 2010 no Brasil observou que 66.7% das crianças de 5 anos tem algum tipo de problema de mordida. Não há estudos e conclusões suficientes que indiquem que o tratamento ortodôntico deva se iniciar apenas na dentição mista (quando nascem os permanentes); é um campo aberto para novas pesquisas e investigações.

 

A decisão de tratar ou não tratar a dentição decídua (dentes de leite) não é unilateral. Cabe ao odontopediatra realizar um bom diagnóstico e definir com a família e especialistas transdisciplinares o melhor momento para tratar. Nossa experiência clínica mostra resultados muito positivos.

Com base em nossa experiência, embasamento científico e avaliação clínica detalhada, indicamos quais as técnicas e procedimentos mais favoráveis para cada paciente, em um trabalho compartilhado e discutido entre os profissionais e a família e realizado de forma segura e eficaz 

Casos Clínicos

Tratando os problemas de mordida (como mordida cruzada, mordida profunda, mordida aberta, protusão e retrusão da mandíbula e agenesia - ausência de dentes) logo no início de sua instalação, podemos, com pequenos e simples procedimentos, evitar que elas se estabeleçam em nível de alterações esqueléticas mais difíceis de serem tratadas no futuro

Imagem2c.jpg
Imagem2d.jpg

Bebê ao nascimento, com queixo muito para trás (retrognatia)

Avanço da mandíbula, aos 3 meses e 25 dias, após orientações sobre pega e amamentação

Imagem9.jpg

Criança com 2 anos e 3 meses, com severa retrognatia

Imagem10b.jpg

Avanço da mandíbula após 1 mês de exercícios e massagens. Criança continua em tratamento

Imagem3.jpg
Imagem4.png

Mãe observou projeção da mandíbula mesmo antes da erupção dos dentes

Início do tratamento com 1 ano e 3 meses

Imagem5.png

Em 8 meses de tratamento, após orientações de exercícios e massagens. Criança continua em tratamento

Icone.png

O cuidado com a saúde bucal da criança começa antes do nascimento e a prevenção é o melhor tratamento

Assim, ampliamos a visão e o horizonte clínico da Odontopediatria, que deve ir muito além da prevenção de cáries na criança

Nossos profissionais são experientes, trabalhando sob orientação e supervisão da Prof. Dra. Silvia Chedid. 

Acreditamos que o odontopediatra deve ter um olhar atento sobre a criança, desde o pré-natal, fazendo intervenções a partir do nascimento e durante seu desenvolvimento. 

Somos capacitados para o atendimento a estrangeiros (inglês, francês e espanhol)

Nossa Equipe de Odontopediatria:

Pulando na cama
 

Profa. Dra. Silvia José Chedid  - 35 anos de experiência

CRO 30.168

  • Mestre e Doutora em Odontopediatria pela Universidade de São Paulo

  • Especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares pelo Conselho Federal e Conselho Regional de São Paulo (CFO/CROSP)

  • Especialista em Ortodontia Corretiva pelo Centro de Estudos, Treinamento e Aperfeiçoamento em Odontologia (CETAO)

  • Especialista em Ortodontia pela Roth Williams Center Brasil (REWISO)

  • Membro da diretoria científica da Associação Paulista de Odontopediatria (APO)

  • Membro do grupo de estudos de Saúde Oral da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP)

  • Consultora Científica de Odontopediatria da Associação Brasileira de Odontologia (ABO)

  • Coordenadora do Centro Internacional de Ensino e Pesquisas Avançadas em Saúde (CIEPAS)

  • Parte da equipe de Professor Titular do Departamento de Odontopediatria da USP

  • Membro da International Association of Pediatric Dentistry (IAPD), Roth/ Williams Orthodontic Center (REWISO) e da International Association for Dental Research (IADR).

Dra. Juliana Sayuri Kimura

CRO-SP 72.300

  • Especialista em Odontopediatria (FUNDECTO - Faculdade de Odontologia da USP)

  • Mestre e Doutora em Ciências Odontológicas (Faculdade de Odontologia da USP)

  • Colaboradora do Centro de Traumatismo em Dentes Decíduos da USP

  • Profa Especialização semanal em Odontopediatria FUNDECTO/FOUSP

  • Profa da Clínica Integrada Infantil e da Especialização em Odontopediatria UNIARARAS-FHO

  • Coordenadora do Núcleo de Atendimento ao Traumatismo Dentário (NATDENT) - UNIARARAS-FHO

  • Profa da Especialização para Hispano-hablantes FAOA/APCD 

  • Membro da Equipe Brasileira de Professores de Odontopediatria (EBO)

Dra. Natália Queiroz de Oliveira
CRO-SP 125.841​

  • Graduação em Odontologia pela Universidade Metodista de São Paulo 

  • Pós Graduanda em Odontopediatria pela Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic 

  • Monitora na Clinica Integrada Infantil da Universidade Metodista de São Paulo

Fernanda Tucci
CRO-SP ASB 26.695

  • Auxiliar em saúde Bucal pelo CETAO

  • Aperfeiçoamento em Personalização em Aparelhos Ortodônticos, Removíveis e com Solda pelo Instituto Laborlyra

  • Instrumentadora cirúrgica pelo CEENPRO
     

Luciane Pereira de Sousa
CRO-SP ASB 24.767​

  • Auxiliar em saúde Bucal pelo CETAO

  • Técnica em saúde Bucal pelo CETAO

  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo

EVENTO GRATUITO de orientação para pacientes, convidados e público em geral

Ciranda de maes2.jpg

Nosso espaço:

WhatsApp Image 2019-06-10 at 15.59.35 (1
WhatsApp Image 2019-06-10 at 15.59.36.jp
 

NA MÍDIA

Família feliz no parque

Toda a família quer passar em consulta?

Sim, nós atendemos!

 
Olá!
Seja atendido pelo WhatsApp!